Rosilene Bejarano

A DANÇA TAMBÉM É DESTAQUE NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE JOINVILLE

A DANÇA TAMBÉM É DESTAQUE NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE JOINVILLE

Mostra Film Dance acontecerá na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, além da dança, outro destaque da 4ª edição do JIFF são os filmes internacionais, neste ano são mais de 20 países na programação.

               Na programação gratuita da 4ª edição do Festival Internacional de Cinema de Joinville, que inicia na segunda-feira (17), até sábado (22), além de estreias nacionais, documentários, filmes produzidos em Santa Catarina, destaque também vai para a dança com a Mostra Film Dance, que acontecerá na quinta-feira, 20 de junho, a partir das 14h, na Sala Agripina da Escola do Ballet Bolshoi no Brasil.  

A mostra é aberta ao público em duas sessões especiais. O projeto é financiado pelo Prêmio Catarinense de Cinema da Fundação Catarinense de Cultura - FCC, através da Lei Paulo Gustavo.

               A videodança ou Film Dance como linguagem surgiu no início dos anos 70.

A possibilidade de filmar e reproduzir os movimentos realizados por bailarinos trouxe, num primeiro momento, a inovação do estudo da técnica da dança, expansão e repetição do conhecimento desta área. Num segundo momento, o registro deixa de ser apenas um meio de registro e reprodução e passa a ser parte componente de uma criação.

As primeiras experiências desta direção são atribuídas principalmente ao coreógrafo Mercê Cunningham. Uma ótima oportunidade para estudantes, pesquisadores e amantes da dança, conhecerem em primeira mão, as novidades cinematográficas e técnicas deste segmento.

Nos dias 18, 19, 20 e 21 de junho, terça-feira a sexta-feira, acontece na Galeria 33 a Mostra Internacional, que nesta edição contam com filmes de mais de 20 países e tem a curadoria de Alceu Bett.

A mostra serão compostas por títulos de todo o globo para a competição principal deste evento.

Filmes que apresentam novos rumos e propostas para o audiovisual, investindo na produção autoral e artística.

Entre os destaques em exibição, estão o curta espanhol Ivania”, dirigido por Luigi Abanto Varese, o italiano” Mulheres e Motores” dirigido por Leonardo Greco e o canadense ”Ainda Aqui”, dirigido por John Graham.

               A programação segue na Galeria 33 com a Mostra Arthouse, uma mostra com espaço para a transversalidade e novas linguagens, criado para o hibridismo cinematográfico.

Um espaço dedicado à experimentação narrativa, estética e aberto ao diálogo com o seu público.

Na quarta-feira (19) às 17h, acontece um bate papo e mesa Redonda com os produtores do 4º JIFF.

MOSTRA FILM DANCE 1

Cabeça nas Estrelas

Direção: Emma Rouleaud 

Duração: 2min46

País de origem: França

Classificação: 14 anos

Onironauta 

Direção: Anderson Craveiro 

Duração: 4min52 

País de origem: Brasil 

Classificação: 14 anos

Femme

Direção:  Beatriz Minguez de Molina 

Duração: 4min55 

País de origem: Espanha 

Classificação: 14 anos

Sem Paz 

Direção:  Michal Dawidowicz 

Duração: 5 min 

País de origem:  Polônia 

Classificação: 14 anos

Hydra 

Direção: Gabriel Cupaiolo 

Duração: 5min26

País de origem: Brasil  

Classificação: 14 anos

Modificado 

Direção: Laura Ferro, Eleanor Dubinsky e Zlatko Cosic 

Duração: 5min50 

País de origem: Yugoslavia 

Classificação: 14 anos

O Monte de Cinzas 

Direção: Thaís DeMelo 

Duração: 5:40 

País de origem:  Portugal 

Classificação: 14 ANOS

Dress Code 

Direção: Didier Mulleras 

Duração: 6min11 

País de origem:  Brasil - França 

Classificação: 14 anos

Ama

Direção: Julie Gautier 

Duração: 6min36

País de origem:  França 

Classificação: 14 anos

MOSTRA FILM DANCE 2

Brzemie 

Direção:  Pory Roku, Listopad-Grudzien 

Duração: 9min24

País de origem:  Polônia 

Classificação: 14 anos

Mal Moral Intrínseco 

Direção:  Harm Weistra 

Duração: 10min45 

País de origem:  Holanda 

Classificação: 14 anos

Dobras 

Direção:  Pedro Nishi e Francisco Miguez  

Duração: 12min18

País de origem:  Brasil 

Classificação: 14 anos

Herbarium 

Direção:  Iwona Pasinska 

Duração: 13 min22

País de origem:  Polônia 

Classificação: 14 anos

SERVIÇO

O que: Mostra Film Dance da4ª edição do Festival Internacional de Cinema de Joinville - JIFF

Quando:  20 de junho – quinta-feira

Onde:  Sala Agripina – Escola do Teatro Bolshoi no Brasil - Av. José Vieira, 315 - América

Horário: 14h – Mostra Film Dance  1 – 15h – Mostra Film Dance 2

Quanto: sessões gratuitas

O JIFF acontece de 17 de junho - segunda-feira-  a 22 de junho – sábado

  • Verificar locais das sessões do seu filme escolhido no site oficial da 4ª edição do JIFF

Reservas de Ingressos gratuitos pelo sympla – https://www.sympla.com.br/evento/4-festival-internacional-de-cinema-de-joinville-jiff/2494490?

Programação completa no site - https://jiffestival.com.br/


INFORMAÇÕES 

Festival Internacional de Cinema de Joinville

Telefone: 47 99277 2016

E mail: alceu@galeria33.com

Instagram: @jiff.festival

Dom Comunica - assessoria de comunicação

Telefone: 47 99612 3517     

E mail: rodrigo@domcomunica.com.br rodrigocomunica@hotmail.com

Instagram: @domcomunica  

Festival de Joinville já tem 550 coralistas inscritos

Festival de Joinville já tem 550 coralistas inscritos

A comissão organizadora do 4º Festival de Corais de Joinville, agendado para o fim de semana de 5 a 7 de julho, divulgou os primeiros números do evento.

A pouco mais de duas semanas do término das inscrições, em 28 de junho, o total de participantes já supera a edição do ano passado.

Até o momento, 550 coralistas confirmaram presença, no palco central (da Sociedade Harmonia Lyra) e nos três palcos abertos (Shopping Mueller, Garten Shopping e Sociedade Lírica de Joinville).

No total, 16 grupos de Joinville, Florianópolis, Xaxim (SC), Bombinhas (SC), Garibaldi (RS) e Novo Hamburgo (RS) garantiram sua vaga.

Inscrições e mais informações podem ser feitas no site festivaldecoraisjoinville.com.br.

Além das apresentações, a programação incluirá diversas atividades, como oficinas educativas e apresentações gratuitas em palcos abertos, no Shopping Mueller, no Garten Shopping e na Sociedade Lírica de Joinville.

Um dos grupos que virão para Joinville é o Coral Tramontina, da empresa de mesmo nome, situada em Garibaldi, na Serra Gaúcha.

Com participação frequente em eventos culturais, o coral já esteve em turnê na Itália.

O repertório vai do popular a canções italianas sacras e folclóricas, e, segundo a coordenação, o trabalho desenvolvido proporciona um ambiente saudável e descontraído, em que cada um dos seus integrantes pode se expressar musicalmente.

“Estamos ansiosos para receber os participantes, em uma programação repleta de momentos de aprendizado, troca de experiências e vivências musicais.

Trouxemos uma proposta diferenciada para que os grupos tenham a oportunidade de mostrar sua performance com a oportunidade de aprender e ser regidos por outro maestro”, resume a diretora musical Kátia Siqueira.

“Na cidade da dança e das flores, vamos encantar nossa Joinville com a arte do canto coral.”

Assessoria de imprensa Festival de Corais de Santa Catarina. Jornalista responsável:

Guilherme Diefenthaeler

(reg. prof. 6207/RS).

WhatsApp (47) 98403-2745.

Governo do Pará reconhece trabalho do AfroReggae e concede homenagem

Governo do Pará reconhece trabalho do AfroReggae e concede homenagem

O AfroReggae foi homenageado, nesta segunda-feira (10), pelo Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), em reconhecimento ao seu trabalho de reinserção social, especialmente através da Agência Segunda Chance.

A homenagem foi entregue pelo Diretor de Reinserção Social da SEAP, Valber Duarte, ao Diretor de Operações do AfroReggae, João Paulo Garcia.

No primeiro dia da visita, a comitiva da SEAP do Pará pôde conhecer as instalações do AfroReggae na Lapa e os membros da Agência Segunda Chance.

Nos próximos dias, a comitiva visitará as unidades do AfroReggae nas favelas e conhecerá o projeto AfroGames.

Valber Duarte destacou a importância das iniciativas do AfroReggae e expressou seu desejo de implementar um projeto de empregabilidade para egressos do sistema penal do Pará, inspirado nas ações da Agência Segunda Chance.

"Desde que conheci o AfroReggae em 2010, tenho acompanhado o trabalho e sempre fui apaixonado pelo impacto positivo que eles têm na sociedade", afirmou Valber Duarte.

João Paulo Garcia, coordenador do grupo Segunda Chance, manifestou sua gratidão pela homenagem e pela troca de experiências.

"Em nome do AfroReggae, agradeço ao Valber Duarte, ao Secretário Marco Antônio Sirotheau Correa Rodrigues e ao Governador Helder Barbalho pelo reconhecimento e pela aproximação.

Estamos entusiasmados com as possibilidades futuras de colaboração", disse João Paulo Garcia.

Danilo Costa, CEO do Grupo Cultural AfroReggae, também comentou sobre a visita: "Embora eles tenham vindo nos conhecer, essa é, na verdade, uma troca de experiências.

O Estado do Pará tem realizado um trabalho inovador e muito sério em segurança e integração social, e estamos impressionados com o que eles têm realizado."

Sobre a Agência Segunda Chance:

A Agência Segunda Chance é uma iniciativa do AfroReggae dedicada à reintegração social e profissional de egressos do sistema penal.

O projeto faz a intermediação entre empresas parceiras e os egressos, visando sua colocação no mercado de trabalho formal, contribuindo para a redução da reincidência criminal e a promoção da inclusão social.

Sobre o AfroReggae:

Com mais de três décadas de trajetória, o AfroReggae se destaca pela inovação em suas iniciativas de transformação social.

Utilizando a arte, cultura, tecnologia e geração de renda, a organização promove a superação e inclusão social de grupos historicamente estigmatizados.

O AfroReggae desenvolve projetos que transformam vidas em comunidades urbanas, promovendo um ambiente mais justo e solidário.

Nosso trabalho abrange a inclusão de pessoas negras, moradores de favelas e áreas periféricas, membros da comunidade LGBTQIAPN+ e outros grupos vulneráveis, com foco na reintegração social e profissional.

Assessoria de Imprensa

Bia Saldanha Arêas - Tel.  21 98107 1450

Rozangela Silva - Tel. 21 99998 1802 

Catuaí Maringá arrecada doações para a Campanha do Agasalho

Catuaí Maringá arrecada doações para a Campanha do Agasalho

Ação vai arrecadar roupas, calçados, cobertores e peças de inverno para entidade assistencial da cidade

Com o início do inverno se aproximando e as temperaturas ficando cada vez mais baixas, o Catuaí Shopping Maringá vai começar a arrecadar peças para a Campanha do Agasalho, em parceria com o Instituto da Criança, uma iniciativa da ALLOS para aquecer quem mais precisa neste inverno.

As doações serão recebidas na Praça de Eventos, no Espaço Cliente, a partir desta quinta-feira (13) até 7 de julho.

Serão arrecadadas roupas, calçados, cobertores e peças de inverno, desde que estejam em bom estado. Todas as peças serão repassadas para atender a demanda do Encontro Fraterno Lins de Vasconcellos, entidade que se dedica à assistência de famílias carentes e à capacitação de jovens.

Horários de funcionamento do Catuaí Shopping Maringá

Segunda a sábado

Lojas: 10h às 22h

Praça de alimentação: 11h às 22h

Domingo e feriados

Lojas: 14h às 20h

Praça de alimentação: 11h às 22h

Catuaí Shopping Maringá

Av. Colombo, 9161.

Tel. (44) 3123-5000

www.catuaimaringa.com.br / @catuaishoppingmaringa

Dermatologista Alessandro Alarcão participa de leilão beneficente promovido pelo Instituto Neymar Júnior

Dermatologista Alessandro Alarcão participa de leilão beneficente promovido pelo Instituto Neymar Júnior

Na noite desta segunda-feira (3/6), o dermatologista goiano Alessandro Alarcão marcou presença no leilão beneficente organizado pelo Instituto Neymar Júnior.

O evento, realizado no Clube Monte Líbano em São Paulo, contou com a participação de diversas celebridades e personalidades influentes.

Alarcão destacou-se ao arrematar o direito de assistir ao desfile das escolas campeãs no camarote “Quem”. O pacote inclui hospedagem no luxuoso Fairmont Rio de Janeiro para quatro pessoas.

Além disso, o jogador Neymar se comprometeu a dobrar o valor dos lances, que será destinado às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

Esta foi a quarta edição do leilão beneficente promovido pelo Instituto do atacante do Al-Hilal, Neymar Júnior.

Desde a sua primeira edição em 2017, quando foram arrecadados R$ 2,5 milhões, o evento tem crescido exponencialmente.

Em 2018, a arrecadação aumentou para R$ 3,9 milhões, e em 2023, o valor chegou a R$ 10 milhões.

Neste ano, a quantia foi dobrada, alcançando a marca de R$ 21 milhões.

Entre os convidados ilustres estavam Carlinhos Maia, Lívia Andrade, Tiago Leifert, Roberto Justus, Adriane Galisteu e João Guilherme Silva.

Imagens agência YouCam

Projeto de gastronomia cultural nascido em Joinville encerra circuito de pesquisas em municípios de origem germânica

Projeto de gastronomia cultural nascido em Joinville encerra circuito de pesquisas em municípios de origem germânica

Equipe técnica visita São Pedro de Alcântara nesta terça

A primeira colônia alemã de Santa Catarina fecha o circuito de dez municípios catarinenses selecionados para o projeto cultural que, desde o princípio do ano, vem rastreando o universo da gastronomia com raízes germânicas no estado.

São Pedro de Alcântara, pequena cidade de 5.800 habitantes situada na Grande Florianópolis, terá dois estabelecimentos visitados pela equipe técnica do projeto nos dias 4 e 5 de junho.

Nove localidades, como Joinville, Blumenau, Campo Alegre, Brusque e Jaraguá do Sul, participaram das rodadas anteriores.

O chamado “Recheio Alemão” é a primeira iguaria a ser abordada no município.

O prato tradicional remonta à formação da colônia de São Pedro de Alcântara. Também conhecido como “Saco de Velho” ou “Filz”, deriva do costumeiro recheio de aves assadas.

No passado, diante da escassez de galinhas ou patos, a produção do recheio cumpria o papel de prato principal, sendo cozido, em vez de assado.

A receita escolhida pelo projeto é preparada pelo casal Maria de Fátima Silveira e Daniel da Silveira – ele, autor de um livro com a história do prato.

Completa a escala a bolacha amanteigada de canela, receita da família Stähelin, uma das mais tradicionais do município.

Conta-se que Raquel Stähelin utilizou a receita, ensinada pela irmã, que aprendeu da avó paterna, como recurso para renda extra em um período que estava precisando para as finanças da família.

Deu certo: há 17 anos, ela e o marido Carlos produzem artesanalmente as bolachas para comercialização entre São Pedro de Alcântara e Florianópolis.

A receita segue padrões originais alemães, distinguindo-se pela crocância e tamanho.

A equipe avalia de forma positiva os resultados já alcançados.

“Chegar à reta final nos enriqueceu com muito conhecimento sobre a gastronomia de identidade germânica, entendendo seus desafios, seus sucessos e o notável amor pelas raízes, pela história, dos saberes e fazeres de gerações”, pontua a coordenadora técnica Helga Tytlik, que define o projeto como “uma extraordinária viagem sensorial” focada no patrimônio imaterial, mostrando “a interessantíssima cadeia produtiva que movimenta os insumos das receitas abordadas”.

Toda a pesquisa será divulgada em site próprio, além do lançamento de um livro (impresso e digital) reunindo histórias e curiosidades recolhidas entre os produtores e de um documentário.

Sobre o projeto

“Saberes e Fazeres da Gastronomia Germânica – uma Abordagem Territorializada” é um projeto realizado pela Agência Cultural AqueleTrio, por meio do Programa de Incentivo à Cultura, o PIC, do Governo do Estado de Santa Catarina, aprovado pela Fundação Catarinense de Cultura, e conta com o apoio de Hotel Tannenhof e o incentivo de Havan, Urbano Alimentos, Ciser e Celesc.

Instagram do projeto: @gastronomia_identitaria.

Assessoria de imprensa projeto “Saberes e Fazeres da Gastronomia Germânica – uma Abordagem Territorializada”. Mercado de Comunicação.

Jornalistas responsáveis:

Guilherme Diefenthaeler e

Ana Ribas Diefenthaeler

WhatsApp (47) 98403-2745

Sessões no Teatro Paulo Eiró inicia circulação de VerDe Perto, o Musical Ecológico por São Paulo e interior

Sessões no Teatro Paulo Eiró inicia circulação deVerDe Perto, o Musical Ecológico por São Paulo e interior

Nos dias 01, 02 e 05 de junho, o Teatro Paulo Eiró em São Paulo, recebe o espetáculo ver de peto o musical ecologico com ingressos gratuitos.

No sábado e domingo, as sessões são às 16h; e na quarta (5/6), ocorrem duas apresentações, às 10h30 e 14h30.

O musical infantil seguirá em circulação por espaços da capital e de cidades do interior.

Todas as apresentações contam com intérprete de Libras e cumprem os requisitos de acessibilidade.

Verde Perto, o Musical Ecológico é um espetáculo cênico-musical com linguagem simples e poética que fala diretamente com a natureza imaginária das crianças.

Com canções autorais, assinadas por Renata Pizi, o espetáculo aborda temas sobre ecologia e sustentabilidade.

Observando a priminha Júlia, que adorava desenhar, mas rasgava e jogava fora o que não lhe agradava, Renata Pizi teve a ideia de criar algo que despertasse nas crianças a consciência ambiental, que pode estar nas atitudes mais simples do cotidiano.

E foi refletindo sobre a nossa relação com a natureza que ela criou, em 2016, as poesias, e depois as melodias, extraindo a musicalidade própria de cada poema.

As músicas, tocadas ao vivo, passeiam por diferentes ritmos brasileiros, como baião e maracatu, e por gêneros como rock, pop e rap, entrelaçando músicas e intervenções cênicas.

 Personagens, histórias e coreografias - conduzidos pela personagem Júlia - reforçam os argumentos das canções, recheadas de curiosidades sobre a natureza que ressaltam a necessidade de cuidarmos do planeta.

O espetáculo trata o tema com leveza e muito bom humor, cativando os pequenos espectadores pela graça e originalidade dos poemas cantados. 

O roteiro é formado por “Pet Repet”, “Árvore”, “Lixo na Rua”, “Água”, “Tamanduá” e “Rio Tietê”, entre outras.

Todas as músicas foram compostas por Renata, sendo as duas últimas em parceria com Sonekka.

A cenografia e os objetos de cena aparecem em composição lúdica.

Elementos como lixeiras e galões de água são vestidos com fitas coloridas sendo manipulados e ressignificados durante o espetáculo.

E a concepção do figurino foi inspirada na estética clown, com cores vivas que remetendo a fauna e a flora.

VerDe Perto, o Musical Ecológico passará por seis cidades paulistas, incluindo a capital, totalizando 12 sessões.

O projeto, idealizado pela Belic Arte.Cultura e proposto pela Magistral Produções foi contemplado pelo Edital Lei Paulo Gustavo 20/2023 - Difusão Cultural, da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo.

FICHA TÉCNICA – Concepção e direção: Renata Pizi.

 Elenco: Renata Pizi (voz e violão), Renata Machado (atriz e voz), Paulo Ribeiro (voz e violão), Everton Alves dos Reis (percussão), Jonathan Campos (ator e voz). 

Cenário e visagismo: Rafaela Gimenez.

 Figurino: Alex Leandro. Gerenciamento e produção executiva: Adriana Belic. 

Assistência e produção executiva: Mili Slikta. Assistência de produção técnica: Arthur Maia. 

Técnico de som: Danilo Iwakura. 

Roadie: William Ramos. 

Fotos: Eugenio Goulart. Projeto gráfico: Alexandre Caetano.

Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação. 

Assessoria em mídias: Platea Comunicação. 

Interpretação em Libras: Rosemeire Santos.

Serviço

Espetáculo infantil: VerDe Perto, o Musical Ecológico

Datas: 01, 02 e 05 de junho de 2024

Horários: Sábado e domingo, às 16h. Quarta, às 10h30 e 14h30

Duração: 45 min. Classificação: Livre (para crianças de 0 a 10 anos)

Ingressos: Grátis. Bilheteria: 1h antes das apresentações.

Todas as Sessões com Libras

Teatro Paulo Eiró

Av. Adolfo Pinheiro, 765 - Santo Amaro. SP/SP. Tel.: (11) 5546-0449.

Teatro (374 lugares). Acessibilidade: Sim. 

Estacionamento nas proximidades.

Na rede: FB - @teatropauloeiro | IG - @teatropauloeirosp

Sinopse: A pequena Julia olhava pela janela, pegou alguns lápis de cor, folhas de papel em branco e pôs-se a desenhar. 

Mas, para cada traço errado, lá se ia mais um papel rasgado.

 Foi então que a tia, Renata, perguntou, um tanto indignada: “Júlia! Você não tem pena das árvores?”.

Julia respondeu: “Árvores? E o que o papel tem a ver com elas?”.

Esse é o mote que conduz o espetáculo.

VerDe Perto, o Musical Ecológico nas redes: @verdeperto_musical

Informações à imprensa: VERBENA ASSESSORIA

Eliane Verbena

(11) 99373-0181 - verbena@verbena.com.br

Projeto sobre a obra de Chico Buarque divulga versões inclusivas na internet; autora faz primeiro lançamento na Univille, dia 29

Projeto sobre a obra de Chico Buarque divulga versões inclusivas na internet; autora faz primeiro lançamento na Univille, dia 29

Antes mesmo de inaugurar as rodas de conversa programadas em universidades e centros universitários catarinenses, a equipe do projeto “Palavra Presa na Garganta” – livro da pianista e produtora cultural Marisa Toledo que analisa o impacto do contexto político dos anos 1960 sobre a poética de Chico Buarque – disponibiliza gratuitamente, via internet, as versões inclusivas da obra.

Os três formatos – e-book com descrição de imagens, audiobook com trilhas incidentais do compositor e videobook em Libras – já podem ser encontrados no perfil do Instagram @palavrapresanagarganta.

Marisa Toledo frisa que o propósito dessa iniciativa é garantir o acesso mais amplo possível, por parte de todas as camadas da população.

“Espero que o trabalho promova uma reflexão sobre a ingerência violenta do Estado, seja física, psicológica, e que haja consciência sobre a importância da liberdade artística”, sublinha Marisa, produtora com mais de 180 projetos impulsionados via leis de incentivo, à frente da Agência Cultural AqueleTrio.

A concepção das versões acessíveis teve o envolvimento do IMPAR, o Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento, de Joinville.

Iraci Seefeldt, coordenadora de projetos do IMPAR, sublinha a “alegria enorme” da instituição em participar desse projeto, “fruto das ações que temos desenvolvido ao longo dos anos, que reverberaram e se multiplicaram”.

A versão para pessoas surdas foi narrada pela experiente intérprete de Libras Núbia Amorim, com 21 anos de profissão.

Ela revela o entusiasmo pelo resultado alcançado.

“Ver um material dessa relevância sendo produzido respeitando o direito linguístico da pessoa surda me leva crer que dias melhores estão chegando para todos, para que possamos ser respeitados em nossas particularidades”, afirma.

O primeiro bate-papo com estudantes universitários, para marcar o relançamento do livro, será neste dia 29 de maio, às 19h30, no anfiteatro da Univille, em Joinville, encerrando o Maio Cultural, evento que a instituição promove ao longo do mês.

As demais palestras já têm datas definidas. Marisa Toledo vai a Concórdia, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFC), dia 6 de junho, às 20h; à Udesc Florianópolis, dia 11 de junho, às 18h; à Udesc Laguna, dia 18 de junho, às 16h; à Furb de Blumenau, dia 25 de junho, às 19h; e finalmente à Uniplac de Lages, dia 2 de julho, às 19h.

Proposta cultural realizada com recursos do governo do Estado de Santa Catarina, pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura – Edição 2023, o livro tem o apoio institucional do IMPAR, o Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento.

Assessoria de imprensa projeto “Palavra Presa na Garganta”.

Jornalista responsável:

Guilherme Diefenthaeler

(reg. prof. 6207/RS).

WhatsApp (47) 98403-2745.

Grupo Koch marca presença no maior evento de bebidas e alimentos das Américas, a APAS SHOW

Grupo Koch marca presença no maior evento de bebidas e alimentos das Américas, a APAS SHOW

O CEO do Grupo, José Koch, e a gerente de tecnologia, Bruna Koch, participaram de painéis realizados durante a programação

O Grupo Koch, maior rede supermercadista de Santa Catarina e 10ª maior do Brasil, participa nesta semana, de 13 e 16, da 38ª edição da APAS SHOW 2024, realizada no Expo Center Norte, em São Paulo.

A APAS SHOW é o maior evento de bebidas e alimentos das Américas e a maior feira supermercadista do mundo e a edição deste ano tem perspectiva de ultrapassar a marca de R$ 14 bilhões em negócios gerados.

O Grupo estará presente com uma comitiva formada por mais de 30 pessoas, entre gerentes comerciais, gerente de trade e sócios.

O Grupo Koch está na feira para reforçar o seu posicionamento perante o segmento supermercadista e ainda participou de dois painéis no Congresso de Gestão, que neste ano traz o tema "Update-se - O mercado futuro mais perto de hoje".

Nesta terça-feira (13), o CEO do Grupo, José Koch, participou do Painel Supermercado: Governança na Prática, com o mentor e consultor Thiago Salgado e com Alexandre Maromba, diretor-presidente do Supermercados Rena.

Já Bruna Koch Pozzobon, gerente de Tecnologia, falou também nesta terça sobre Self Checkout: Eficiência e Experiência, em um bate-papo com José Sarrassini, do Grupo Savegnago.

Sobre a APAS SHOW

Em uma área de mais de 78 mil metros quadrados, que ocupa os seis pavilhões do Expo Center Norte, o APAS SHOW é organizado pela Associação Paulista de Supermercados (APAS).

O encontro conta com mais 850 expositores, sendo 200 internacionais, com perspectiva de ultrapassar a marca de R$ 14 bilhões em negócios gerados, desde alimentos e bebidas até tecnologia e inovação, passando por logística, finanças, infraestrutura, equipamentos e mais.

Fonte: Renata Rutes

Oficina gratuita em Joinville alia música, tecnologia e artes visuais

Oficina gratuita em Joinville alia música, tecnologia e artes visuais

Evento nos dias 18 e 19 proporcionará aos participantes experimentar realidade virtual no ambiente artístico

Você é apaixonado por artes visuais, tecnologia e música? Então a  chance de explorar estas três áreas ao mesmo tempo será dada nos dias 18 e 19 de maio pela Galeria 33, em Joinville,  que promove a oficina "Explorando Novas Fronteiras: Arte, Tecnologia e Música", com o músico, produtor, cineasta e desenvolvedor Filipe Maliska. A participação é gratuita, mas cada turma (adultos e adolescentes) tem limite de 20 vagas.

O conteúdo para adultos será apresentado no sábado, das 14h às 18h, e para adolescentes, no domingo, das 9h às 13h. A oficina abordará as relações entre arte e tecnologia e da música com as artes visuais.

Os participantes também realizarão experimentações em realidade virtual com o aplicativo Sinestética, que possibilita a síntese sonora de forma intuitiva, com a visualização do tamanho e forma das ondas, bem como uma relação entre as frequências sonoras com as frequências das cores.

Ao final da experiência, o usuário fica imerso em um ambiente audiovisual criado por ele.
Filipe Maliska é dono de um grande currículo nas áreas de música, cinema e tecnologia.

É graduado em música pela Udesc e  cursou jazz e música moderna em Barcelona, além de ser músico, produtor e compositor do grupo Entrevero Instrumental e do projeto de música mista Sintodrama.

Dirigiu o curta “Prosopagnosia” e o média-metragem "Arco-íris de pixels têm fim?", ambos de 2015 e selecionados para o 5° Festival Internacional CineramaBC. Atuou como como designer de som e dirigiu o documentário “Estratos” (2016).

No desenvolvimento de aplicativos, instalações e experiências imersivas, Filipe é fundador da desenvolvedora de apps em realidade aumentada e virtual Galatea Interactive.

Desenvolveu o aplicativo em realidade virtual “Pintando Música” (2019) e a instalação audiovisual em realidade virtual “Rebocando o Pavilhão Philips” (2020); e o aplicativo para criação musical em realidade virtual Sinestética.


OUTRAS ATRAÇÕES

Outros dois eventos completam o final de semana na Galeria 33.

No sábado (18), das 10h às 12h, uma palestra vai explorar os bastidores da organização da exposição “Coletivo + Cult - Poéticas Catarinas Contemporâneas”, em cartaz no local.

As curadoras Katiana Machado e Nadja Lamas falarão sobre a singularidade de cada poética apresentada e a importância da arte na nossa sociedade contemporânea.

A participação é gratuita, com inscrição pelo www.sympla.com.br.

Ainda no sábado, às 19h, o artista Jean Smekatz apresenta a performance “Rito de Éthos” às 19h.

Trata-se de uma experiência sensorial e visual em qual as energias das cores ganham vida. Seis bacias revelam líquidos em matizes vibrantes.

O artista, imerso na composição de Thaykovis, tinge tecidos e os estende no interior de um armário, criando uma pintura no campo expandido.

Ao término, o armário, repleto de cores e histórias, torna-se um testemunho da dança vibrante e poética.


AGENDE-SE

O QUÊ: Oficina "Explorando Novas Fronteiras: Arte, Tecnologia e Música", com Filipe Maliska.
QUANDO: Sábado (18), das 14h às 18h (adultos), e domingo (19), das 9h às 13h (adolescentes).
ONDE: Galeria 33, rua Bento Gonçalves, 33, Glória.
QUANTO: Gratuito. Inscrições limitadas pelo www.sympla.com.br.

Fotos: Divulgação